quarta-feira, 16 de março de 2011

PRESSA


Foi-se o tempo em que eu tinha pressa. Existe uma certa ansiedade, mas não mais uma "coisa" que mais parecia uma úlcera (que me consumia), uma gastrite, uma dor no estômago, sei lá o que era. Para determinadas coisas aprendi que não adianta ter pressa. As coisas irão acontecer no momento certo e na hora certa. Dizem ... e é nesse ditado que ando me apegando!

Claro que eu gostaria que muitas coisas já tivessem acontecido. Gostaria muito que a minha carreira como atriz tivesse um contrato sensacional, gostaria muito que meu salário como professora saísse sempre em dia, gostaria muito conseguir outra escola para dar aula e aumentar o meu din din no final do mês, gostaria muito de não ter mais medo de amar, gostaria muito de poder me sustentar com o meu dinheiro, gostaria muito que o meu irmão passasse em algum concurso público e que ele ficasse feliz de verdade com a vida que ele ganha, gostaria de ser totalmente independente ... gostaria muito ... enfim, mas enquanto nada disso acontece, vamos batalhando e ver no que vai dar. E como diz uma música que eu gosto muito (de uma peça que participei): "Se era para ser e não foi, vou dar o meu jeito para ser o que é!" ... nada de comodismo! 

That's all folks!

3 comentários:

C@urosa disse...

Pois é, minha cara amiga Renata, se não há comodismo, nem pressa... com trabalho e muito estudo, logo, logo... acontece...Paz,harmonia e que tudo de bom aconteça em sua vida.

forte abraço

C@urosa

Talitta disse...

Oi Lindona! Muito bom esse teu post, também vivo um pouco nessa angústia, ainda que tentamos disfarçar, camuflar, etc. é um pouco angustiante. Mas, com certeza, e prefiro acreditar e me apegar nessa frase: "o tempo é o senhor da razão". Beijo. Beijo. (Sempre bom te ler).

Anônimo disse...

Acredite em vc e nos seus sonhos.Vc pode e é capaz.Se olhar pra tras vai ver o qnt ja foi longe em um espaço de tempo tao curto.
Sucesso, paz, saude e hamonia pra.